7 sinais de que é hora de trocar seu sistema de gestão empresarial

7 sinais de que é hora de trocar seu sistema de gestão empresarial

Identificar o momento certo para trocar o sistema de gestão empresarial ou ERP (Enterprise Resource Planning), é garantir que o planejamento estratégico da empresa não seja prejudicado.

As ferramentas tecnológicas são importantes para a gestão empresarial, mas nem todo sistema se adequa às necessidades e aos planejamentos.

Conheça os principais motivos para você começar a pensar em trocar de Sistema ERP:

1. Crescimento empresarial

Um empresário escolhe um ERP de acordo com as necessidades da sua empresa naquele momento, porém é esperado que, com o tempo, os negócios cresçam e, com eles, as transações diárias também fiquem mais complexas.

O ERP deve suportar os futuros processos que surgirão para que os erros sejam mínimos. É importante o investimento na tecnologia, mas, a escolha tem que facilitar as mudanças.

O software utilizado pode não suportar essas mudanças e, assim, tende a ficar instável. Em um quadro desses, é possível que erros venham a acontecer, prejudicando o negócio.

Antes que isso aconteça, é bom escolher outro sistema que atenda as suas novas necessidades.

 

2. Fácil de utilizar e implementar, simples e móvel

Implementações caras, longas e conflituosas fazem parte da história do ERP no Brasil. Mas a iMind Sistemas quebrou essa percepção. Afinal, não há mais como esperar um ano para ter uma solução em pleno funcionamento.

“Quando a empresa compra um software de gestão, quer fazê-lo funcionar logo. Mas alguns sistemas são muito complexos para serem implantados. Esse processo é mais rápido com a iMind Sistemas”. Essa agilidade aumenta a produtividade, o compartilhamento e a colaboração.

Além disso nos dias atuais a mobilidade do sistema é fundamental, para que as empresas não fiquem mais presas a 4 (quatro paredes), e assim tenha acesso ao seu sistema em qualquer lugar em qualquer hora, seja para operações simples de consultas, ou seja para execução de atividades sistêmicas complexas dos processos de vendas, financeiro, estoques, compras, projetos, entre outros.

 

3. Informações atualizadas

O sistema de gestão também é usado para a emissão de notas e para o controle de informações que serão disponibilizados para os órgãos fiscalizadores. Dessa forma, é bastante importante para o cumprimento das exigências legais, mas a legislação pode sofrer alterações e o ERP acabar ficando desatualizado.

Contar com um programa atualizado conforme as normas atuais é imprescindível para a condução dos negócios.

 

4. Compartilhamento de informações

O controle de estoque, contato com fornecedores e disponibilização de informações sobre produtos são algumas das funções de um sistema de gestão. Mas, se o compartilhamento de informações por meio do ERP começa a falhar e, com isso, a prejudicar o atendimento aos seus clientes é um sinal que é necessário contratar um novo software que suporte as suas transações comerciais atuais.

 

5. Necessidade de atualização

Sistemas de gestão antigos, geralmente, não permitem que sejam adicionados novos complementos, como alterações de engenharia, mecanismos de compras, informações de produto, entre outros.

No entanto, a sua empresa pode demandar mudanças em relação à formatação dos antigos processos. Nesse caso, deve-se buscar outro sistema que se adeque à sua nova realidade, se adapte aos novos processos e garanta a eficiência do seu negócio.

 

6. Menos investimentos em estrutura de TI

O cloud computing, ou serviço em nuvem, reduz os custos de infraestrutura de TI, ao diminuir a necessidade de compra de computadores e servidores. “Esse é um dos grandes motivos para a decisão pela iMind Sistemas, especialmente nas médias e pequenas empresas, pois a tecnologia desonera investimentos.

Existe uma lógica de reúso e sinergia que consegue entregar esse hardware para o cliente de maneira mais acessível, por meio de um pagamento mensal”.

No entanto, o software deve possibilitar também seu uso na modalidade de instalação local, para aqueles clientes que possuem estratégias de investimento em infra-estrutura, e garanta o uso do software, somente em suas dependências.

 

7. Melhor custo-benefício

Adquirir um novo ERP pode sair caro, mas continuar com um software antigo pode acabar em um prejuízo maior.

Falhas no compartilhamento de informações, na gestão de estoque ou na ponta de venda podem frustrar algumas negociações; a desatualização em relação às novas legislações podem render multas.

Dessa forma, investir em uma tecnologia moderna, apesar de parecer caro em um primeiro momento, é um forma de evitar dores de cabeça e manter a eficiência da sua empresa.

Transforme a Gestão da sua empresa em 6 semanas para uma maior eficiência, com a solução de gestão iMind. Conheça todas as funcionalidades.